O que fazer em Parma na Itália

por · 27/03/2016

Nossa viagem a Parma foi com o objetivo de visitar uma queijaria de parmigiano. Como o processo de fabricação do queijo começa às oito da manhã e nós não estávamos a fim de pegar estrada muito cedo, chegamos um dia antes e dormimos lá. Vale a pena, a cidade é uma graça, a gastronomia é incrível e, de quebra, tem um outlet muito bacana no caminho.O que fazer em Parma ItáliaComo ir de Milão a Parma: de Milão a Parma de carro são, aproximadamente, 130 quilômetros e € 9 de pedágio.

Os bilhetes de trem custam entre € 9 e € 23 (ida), dependendo da antecedência com que forem comprados, e o trajeto dura em torno de uma hora e meia.

A estação de Parma fica a 1 quilômetro do centro da cidade.

Um pouco de história: Parma já era habitada no período Paleolítico inferior, mas foi, oficialmente, fundada pelos romanos em 183 a.C..
Em 569 foi conquistada pelos Longobardos, que deram início à construção de castelos e albergues para hospedar os peregrinos.
No século IX, recebeu diversos núcleos monásticos, prevalentemente beneditinos, que começaram a cultivar as terras agrícolas.
Após inúmeros conflitos entre a igreja e o imperador, Parma foi governada pelos Visconti e pelos Sforza.
De 1500 a 1521, esteve nas mãos dos franceses.
Sob o domínio da família Farnese por quase dois séculos (1545-1731), transformou-se numa cidade rica de monumentos e obras de arte.
Entre 1816 e 1847, foi governada por Maria Luísa de Áustria, a segunda esposa do Napoleão Bonaparte.
Em 1860, Parma foi incorporada ao Reino da Itália.

O que fazer em Parma: a caminho do hotel, passamos pelo palácio della Pilotta, construído no final do século XVI para abrigar a pinacoteca e a biblioteca da família Farnese.

O palácio della Pilotta engloba algumas das mais importantes instituições da cidade como a biblioteca Palatina, o museu arqueológico nacional, a galeria nacional, o museu Bodoniano, o teatro Farnese e a academia de Belas Artes.

Como o tempo era curto, optamos por visitar a galeria nacional e o teatro Farnese (€ 6).

Reserve aqui o seu passeio guiado em Parma.

O que fazer em Parma na ItáliaO percurso da galeria começa no teatro Farnese, todo de madeira, construído em apenas um ano (1617-1618) e inaugurado durante as comemorações do casamento da duquesa Margarida de Médici com Eduardo Farnésio em 1628.

Após a inauguração, o teatro só voltou a ser reaberto duas vezes, uma em 1732 e outra em 1913.

Em maio de 1944, foi destruído pelos bombardeamentos sofridos pelo grupo dos Aliados durante a Segunda Guerra Mundial.

Foi reconstruído entre os anos de 1956 e 1965 respeitando o projeto e os materiais originais.
O que fazer em Parma na ItáliaSaindo do teatro, o percurso expositivo da galeria nacional abrange as obras de Benedetto Antelami, Agnolo Gaddi, Beato Angelico, Cima da Conegliano, Francesco Francia, Leonardo, Correggio, Parmigianino, Dosso Dossi, Holbein, El Greco, Annibale, Ludovico e Agostino Carracci, Schedoni, Guercino, Nuvolone, G.M.Crespi, Tiepolo, Piazzetta, Pittoni, Canaletto, Bellotto e Sebastiano Ricci.
O que visitar em Parma ItáliaA menos de cem metros do palácio della Pilotta, encontra-se o convento beneditino feminino de São Paulo e o famoso quarto de São Paulo (€ 2), uma das grandes obras-primas do Renascimento italiano.

Os afrescos do quarto de São Paulo foram feitos por Alessandro Araldi em 1514 e alternam episódios da história antiga com cenas do Velho e do Novo Testamento.

Esta você não pode perder: visita guiada a uma fábrica de parmigiano com degustação.

Turismo em Parma ItáliaNa entrada do convento, chama a atenção A última Ceia (1516) de Araldi, baseada no cenáculo de Leonardo da Vinci.
Parma Itália Arte cultura em Parma A catedral de Parma, que engloba o batistério, o palácio episcopal e o museu diocesano, fica a menos de quinhentos metros do convento.
Pontos turísticos Parma ItáliaDa praça do duomo à praça Giuseppe Garibaldi é um pulo. A praça Garibaldi é o centro administrativo da cidade, abriga o palácio da prefeitura e o palácio do governador e tem muito bar e restaurante bacana ali por perto.
Nossa primeira parada foi na Enoteca Tabarro na Luigi Carlo Farini e dali fomos experimentar a famosa carne de cavalo da Osteria dello Zingaro na Borgo del Correggio.
Gastronomia em Parma: conhecida pelo queijo parmigiano, pelo presunto e pelo vinho Lambrusco, é a única cidade da Itália que integra a lista das cidades gastronômicas criativas da UNESCO.

O que você não pode deixar de experimentar em Parma: o queijo parmigiano, o presunto de Parma, as massas frescas (cappelletti, anolini, tortelli), os cogumelos de Borgotaro, as trufas de Fragno, o salame de Felino, a copa de Parma, a torta frita e a carne de cavalo.

A torta frita é igual ao nosso pastel, mas não tem recheio. A carne de cavalo é muito parecida com a carne bovina, só que é mais magra. Ambos são deliciosos.

Visite uma fábrica de parmigiano e de presunto de Parma. Faça a sua reserva aqui.

Ainda sem hotel? Faça a sua reserva para Milão ou qualquer outra cidade do mundo por aqui.
Se você fizer a reserva utilizando a caixa do Booking abaixo, nós ganhamos uma comissão, assim, além de você conseguir um hotel bacana, pagando menos, ainda dá uma força para recompensar o trabalho do blog sem pagar nada a mais por isso, aliás, quem reserva pelo Booking recebe desconto em cima do preço normal do hotel. Quanto antes você fizer a sua reserva, mais baixos serão os preços.

Booking.com

Artigos relacionados:

3 Comentários

  1. Margareth disse:

    Olá . Estarei na Itália após 3* semana de janeiro [a trabalho] e passarei por Parma de carro [Florença – Milão] num domingo. Sabe dizer se o comercio fica aberto [até que horas]. Quero comprar queijo e o Presunto, além de dar uma rápida passada pelo centro da cidade. Infelizmente só tenho os fins de semana. Obrigada

    • Simone Betoni disse:

      Olá Margareth, eu não sei exatamente qual o horário do comércio em Parma, mas acredito que até às 19:00 horas, você encontrará muita coisa aberta.
      Abraço e boa viagem,

  1. 05/08/2018

    […] a caminho de Turim. É o menor de todos, a variedade de marcas não é muito grande. A caminho de Parma, a quase 100 quilômetros de Milão, tem mais um outlet, o Fidenza Village que, depois do […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *