Milão: informações básicas

Depois de mais de cinco anos morando em Milão, a dinâmica da cidade é normal para mim, mas olhando com atenção, algumas coisas são peculiares, outras, chatas.

Leia com bastante atenção essas informações básicas para você aproveitar a sua viagem a Milão da melhor forma possível.

Eu garanto que se você ler o texto até o final, a sua viagem será perfeita.

Museus – se você quiser visitar o Cenáculo de Leonardo da Vinci, compre o ingresso com muita antecedência, quando você comprar a passagem para Milão. Os bilhetes são muito concorridos e estão sempre esgotados.

Mesmo que você não entenda nada de pintura, não deixe de visitar o Cenáculo em Milão, A última ceia de Leonardo Da Vinci é uma obra-prima única no mundo, que deu início a uma nova era na história da arte.

Milão: informações básicasA maior parte dos museus de Milão fecha às segundas-feiras.

Os museus que abrem às segundas-feiras em Milão são: o Museu del Novecento, o Palazzo Reale, o Mudec, o Museu Inter Milan, a Casa-museu Poldi Pezzoli, a Fondazione Prada e o Museu do teatro alla Scala.

O Museu del Novecento, o Palazzo Reale e o Mudec só funcionam à tarde, das 14:30 min. às 19:30 minutos.
Milão: informações básicasMochilas – não dê bobeira com objetos de valores dentro da mochila.

Milão é uma cidade segura, mas em lugares aglomerados como estações de trem e de metrô é melhor jogar pelo seguro: coloque a carteira e o celular no bolso.

Gorjetas – os bares e restaurantes em Milão não cobram taxa de 10% pelo serviço.

Por hábito, eu sempre deixo 10% de gorjeta, a decisão é sua.

Africanos no duomo – em frente ao duomo, tem sempre vários africanos oferecendo umas pulseirinhas para os turistas de graça.

Não aceite, eles vão passar meia hora atrás de você pedindo dinheiro, caso você aceite o presente. 

Táxi – os táxis em Milão não param no meio da rua.

Você tem que pegar o táxi no ponto ou ligar para pedir um táxi ou pedir o táxi através de um aplicativo.

Na maior parte dos lugares turísticos não tem ponto de táxi por perto.

O lago de Como fica pertinho de Milão e é um dos lugares mais incríveis da Itália. Não perca a oportunidade de fazer um passeio de barco exclusivo por Varenna e Bellagio, simplesmente mágico, inesquecível. Você vai se apaixonar.

Uber em Milão não tem UberPop, só UberBlack.

O Uberblack é mais caro do que o táxi.

Bondes e ônibus – a passagem dos ônibus e bondes não é vendida dentro deles. Ela deve ser comprada nas estações de metrô ou nas bancas antes de você entrar no bonde ou no ônibus.

Não esqueça de validar o bilhete na entrada.

No ônibus e no bonde tem uma máquina pequenininha em frente às portas de entrada/saída, é só colocar a passagem no leitor.

Se você não validar a passagem e aparecer um fiscal para conferir, você terá que pagar uma multa de € 36,5 na hora.

Provavelmente, você só virá a Milão uma vez, não deixe de conhecer o terraço do duomo, que tem uma das vistas mais bonitas da cidade e quase ninguém conhece, garanto que você vai adorar.

Metrô – a primeira regra para evitar multas é comprar a passagem e validar na máquina antes de entrar no metrô.

Conserve a passagem porque você irá precisar dela para sair da estação e em casos de fiscalização.

Sim, muitas vezes tem fiscais dentro do metrô e nas portas de saída das estações. É só apresentar o bilhete validado que você não terá problema nenhum.

Preste atenção nas tarifas na hora de comprar o bilhete. As estações da linha verde do metrô: Cernuso S.N., Villa Fiorita, Cassina De’Pecchi, Bussero, Villa Pompea, Gorgonzola, Cascina Antonietta e Gessate não fazem parte do perímetro urbano, ou seja, os bilhetes são mais caros.

Para ir de uma estação que fica dentro do perímetro urbano de Milão para Cernuso S.N., Villa Fiorita, Cassina De’Pecchi e Bussero,você deverá comprar o bilhete Mi1-Mi4, que custa  € 2,4 e é válido para uma viagem de metrô e durante 105 minutos após a validação nos bondes e ônibus.

Se o seu destino for Villa Pompea, Gorgonzola, Cascina Antonietta, você deverá comprar o bilhete cumulativo Mi1-Mi5, que custa  € 2,8 e é válido para uma viagem de metrô e durante 120 minutos após a validação nos bondes e ônibus.

Para ir a Gessate, você deverá comprar o bilhete cumulativo Mi1-Mi6, que custa  € 3,2 e é válido para uma viagem de metrô e durante 135 minutos após a validação nos bondes e ônibus.

Para andar dentro do perímetro urbano de Milão, você pode comprar o bilhete normal, que custa € 2 e é válido para uma viagem de metrô e durante 90 minutos após a validação nos bondes e ônibus; ou o bilhete de um dia (giornaliero), que custa € 7 e é válido por 24 horas nos metrôs, nos ônibus e nos bondes; ou o bilhete de 3 dias (biglietto 3 giorni), que custa € 12 e é válido por 3 dias nos metrôs, nos ônibus e nos bondes; ou o carnê com 10 bilhetes normais (carnet 10 biglietti), que custa € 18.

Com os bilhetes de 1 e de 3 dias, você pode pegar o metrô quantas vezes quiser.

Os bilhetes são validados a partir do momento em que você o passa no leitor na entrada do metrô, do bonde ou do ônibus, não no ato da compra.

Se você não validar o bilhete antes de entrar no metrô ou não conservar o bilhete até a saída da estação ou comprar um bilhete urbano para uma estação que fica fora do perímetro urbano, corre o risco de levar uma multa no valor de € 36,5, que deve ser paga na hora.Ainda sem hotel? Faça a sua reserva para Milão ou qualquer outra cidade do mundo por aqui.
Se você fizer a reserva utilizando a caixa do Booking abaixo, nós ganhamos uma comissão, assim, além de você conseguir um hotel bacana, pagando menos, ainda dá uma força para recompensar o trabalho do blog sem pagar nada a mais por isso, aliás, quem reserva pelo Booking recebe desconto em cima do preço normal do hotel. Quanto antes você fizer a sua reserva, mais baixos serão os preços.

Booking.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *