Corso Vittorio Emanuele em Milão

por · 27/01/2019

A corso Vittorio Emanuele em Milão é a avenida que começa ao lado do duomo e termina na praça San Babila.

É a alameda mais conhecida da cidade: não existe um milanês ou um turista, que não tenha estado ali.

Você vai se apaixonar pelo Lago de Como. A dica é fazer  o passeio de barco e conhecer Varenna e Bellagio, simplesmente mágico, inesquecível. Não perca esta oportunidade.

Um pouco de história: até 1838, ano em que os austríacos resolveram mudar o nome da avenida para corso Francesco em homenagem ao imperador Francisco I da Áustria, a corso Vittorio Emanuele chamava-se corsia dei Servi.

No entanto, o nome dado pelos austríacos não caiu nas graças dos milaneses, que continuaram a chama-la de corsia dei Servi até 1860 (um ano antes de Milão livrar-se do domínio austríaco sob o reinado de Vítor Emanuel II da Itália), quando adquiriu o nome atual.

A história da avenida não diz respeito só ao nome, mas também às construções da época: grande parte dos edifícios foram destruídos para dar lugar a novas construções na era fascista e durante os bombardeios na Segunda Guerra Mundial.

A reconstrução da corso Vittorio Emanuele levou, aproximadamente, dez anos.

Provavelmente, você só virá a Milão uma vez, não deixe de conhecer o terraço do duomo, garanto que você vai adorar.

Compras na corso Vittorio Emanuele em Milão

A corso Vittorio Emanuele em Milão é a rua tradicional das compras, onde você vai encontrar lojas como a H&M, a Zara, a Diesel, a Liu Jo, a Michael Kors, a Swarovski, a Gap, a Banana Republic, a Intimissi, a Calzedonia, a Yamamay, a Benetton, a Mango, a Kiko e a Rinascente, a versão italiana das Galeries Lafayette.
Curiosidade: no número 13 da corso Vittorio Emanuele, tem uma estátua de mármore do século III do sciur Carera (sciur significa senhor em dialeto milanês), também conhecido como Omm de preja (homem de pedra).

Era chamado Carera por causa epígrafe escrita em latim: “Carere debet omni vitio qui in alterum dicere paratus est”, ou seja, “Quem critica o próximo, não deve ter defeitos.”

No período da dominação austríaca, assumiu o papel de estátua falante, ou seja, um mural de cartas, bilhetes anônimos e sátiras contra o governo austríaco.

Mesmo que você não entenda nada de pintura, não deixe de visitar o Cenáculo em Milão, A última ceia de Leonardo Da Vinci é uma obra-prima única no mundo, que deu início a uma nova era na história da arte.

Ainda sem hotel? Faça a sua reserva para Milão ou qualquer outra cidade do mundo por aqui.
Se você fizer a reserva utilizando a caixa do Booking abaixo, nós ganhamos uma comissão, assim, além de você conseguir um hotel bacana, pagando menos, ainda dá uma força para recompensar o trabalho do blog sem pagar nada a mais por isso, aliás, quem reserva pelo Booking recebe desconto em cima do preço normal do hotel. Quanto antes você fizer a sua reserva, mais baixos serão os preços.

Booking.com

 

Artigos relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *