Viajar pela Itália: turismo em Como

by · 13/10/2014

Como é, sem dúvida nenhuma, uma das cidades mais românticas e mais charmosas do norte da Itália e está localizada às margens do lago de Como, a pouco mais de 50 quilômetros de Milão.

Lago de Como

Lago de Como

A cidadezinha, com menos de 90.000 habitantes, oferece uma vista de tirar o fôlego, além de inúmeras opções de bares e restaurantes encantadores.

Ruas de Como

Ruas de Como

Embora tenha fama de ser um destino caro, os preços dos restaurantes são bastante acessíveis (média de €10 o prato).

Restaurantes em Como

Restaurantes em Como

O ideal é ir a Como nos dias de sol.
O que você não pode perder? O passeio de barco no lago de Como e um passeio sem rumo pela cidade.

Passeio de barco no lago de Como

Passeio de barco no lago de Como

Um pouco de história: a cidade de Como é habitada desde a época proto-histórica, mas foi oficialmente fundada e colonizada pelos romanos, devido a importância do lago de Como para a navegação e para a defesa dos territórios da região do Pó.

O lago ficou, internacionalmente, famoso entre os séculos XVIII e XIX com o desenvolvimento do turismo de elite, tornando-se parada obrigatória de turistas e escritores de passagem pela Itália, como os franceses Flaubert e Sthendal.

Como ir de Milão a Como

Você pode ir de Milão a Como de carro ou de trem. De carro, basta pegar a estrada A9 Milano-Como-Chiasso que, depois de meia hora, 50 quilômetros e 4 euros muito bem gastos com pedágio, você estará em Como, aí é só colocar o carro no estacionamento ou nas áreas onde é permitido estacionar (há uma linha azul pintada no chão, se a linha for amarela não estacione, essas vagas são destinadas aos moradores de Como) e comprar o bilhete da zona azul na máquina (€2 a hora).

O trem para Como sai da estação Cadorna e da estação central, a passagem custa aproximadamente €10 (ida e volta), o trajeto dura em torno de 1 hora e você desembarcará em frente ao lago (estação Como Nord Lago).

>>> Reserve o seu hotel em Como aqui.

Os principais pontos turísticos de Como

O que fazer em Como? Muita coisa, começando por uma caminhada ao redor do lago, passando por perder-se nas ruazinhas encantadoras da cidade, subir no funicular, andar de pedalinho, terminando com um passeio de barco pelo famoso lago de Como.

Centro de Como

Centro de Como

Eu fiz uma listinha dos principais pontos turísticos, mas o que você não pode deixar de fazer é o passeio de barco pelo lago de Como.

Passeio de barco no lago de Como

Passeio de barco no lago de Como

O funicular, por €5,30 (ida e volta), te levará a uma cidadezinha chamada Brunate, com menos de 2.000 habitantes.

Funicular em Como

Funicular em Como

O passeio de pedalinho pelo lago custa €10 meia hora e €16 uma hora.

Pedalinho no lago de Como

Pedalinho no lago de Como

Os principais pontos turísticos da cidade de Como são o Duomo, a basílica de Sant’Abbondio, a basílica de San Fedele, o palácio de Broletto, o templo Voltiano e a villa Olmo.

Duomo: A catedral levou quase quatro séculos para ser construída (1396-1770) e destaca-se pelo tamanho e pela arquitetura.
Endereço: Piazza Duomo, 6.
Horário de funcionamento: diariamente das 8:00 h. às 12:00 h. e das 15:00 h. às 19:00 horas.

Duomo de Como

Duomo de Como

Basílica de Sant’Abbondio: Por trás da fachada sóbria e elegante, escondem-se magníficos afrescos do início do século XIV.
Endereço: Via Regina Teodolinda, 35.
Horário de funcionamento: diariamente das 8:00 h. às 18:00 h. no verão e das 8:00 h. às 16:30 minutos no inverno.

Basílica de Sant’Abbondio

Basílica de Sant’Abbondio

Basílica de San Fedele: A igreja, com muitos traços românicos, foi construída no século X e restaurada entre os séculos XVI e XVII.
Endereço: Piazza San Fedele.
Horário de funcionamento: diariamente das 8:00 h. às 12:00 h. e das 15:30 min. às 19:00 horas.

Basílica de San Fedele

Basílica de San Fedele

Palácio de Broletto: O palácio gótico-românico, localizado no centro de Como, foi construído no século XIII. Já abrigou a prefeitura da cidade, o Arquivo histórico e um teatro. Atualmente, funciona como sede de mostras artísticas e congresso.
Endereço: Piazza Duomo.

Palácio de Broletto

Palácio de Broletto

Templo Voltiano: O templo neoclássico foi construído em 1927 em homenagem ao cientista Alessandro Volta, inventor da pilha elétrica. O museu reúne lembranças e instrumentos científicos de Volta.
Endereço: Viale Guglielmo Marconi, 1.
Horário de funcionamento: de segunda a domingo das 10:00 h. às 12:00 h. e das 14:00 h. às 16:00 h. (outubro a março) e das 10:00 h. às 12:00 h. e das 14:00 h. às 18:00 h. (abril a setembro).
Preço do bilhete: €3.

Templo Voltiano

Templo Voltiano

Villa Olmo: Imponente casa neoclássica construída no final do século XVIII. Hospedou Napoleão Bonaparte e Garibaldi. Foi adquirida pela prefeitura de Como no início do século XX.
Endereço: Via Simone Cantoni, 1.
Horário de funcionamento: diariamente das 9:00 h. às 12:30 min. e das 14:00 h. às 17:00 horas.
Preço do bilhete: varia em função das mostras.

Villa Olmo

Villa Olmo

Reserve a sua passagem de trem para Como aqui.

Ainda sem hotel? Faça a sua reserva para Como, para Milão ou qualquer outra cidade do mundo por aqui.
Se você fizer a reserva utilizando a caixa do Booking abaixo, nós ganhamos uma comissão, assim, além de você conseguir um hotel bacana, pagando menos, ainda dá uma força para recompensar o trabalho do blog sem pagar nada a mais por isso, aliás, quem reserva pelo Booking recebe desconto em cima do preço normal do hotel. Quanto antes você fizer a sua reserva, mais baixos serão os preços.


Booking.com

Artigos relacionados:

8 Comentários

  1. Luisa Ramalho disse:

    Sensacional a descrição ,

  2. Guilherme Pegorer disse:

    Qual é o preço de um guia para conhecer cono?

  1. 16/10/2014

    […] O lago de Como proporciona uma das vistas mais bonitas da Lombardia. O cenário é absolutamente deslumbrante: um lago cristalino com muitos tons de azul, rodeado por montanhas e florestas, que abriga dezenas de cidadezinhas, belos palácios, alguns castelos e inúmeras igrejas. Sem falar na beleza das flores e na infinidade de cores, é indescritível. Você não pode perder esse passeio. […]

  2. 04/11/2014

    […] Como […]

  3. 13/11/2014

    […] Como […]

  4. 15/03/2015

    […] Como […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *