Turismo em Nápoles: do lixo ao trânsito

by · 27/12/2015

Se você está programando uma viagem a Nápoles baseando-se nos modelos de cidades europeias limpas, organizadas e com trânsito funcional, é melhor ler este artigo.
A cidade, cercada de paisagens deslumbrantes, foge completamente dos padrões ideais europeus.
Em Nápoles imperam o caos, as igrejas e os santos, mas a simpatia local, o clima agradável, a boa comida e o cenário único fazem a viagem valer a pena.
Paisagens da cidade de Nápoles na ItáliaTurismo em NápolesO trânsito

O trânsito em Nápoles é caótico, grande parte das ruas está em condições ruins e o código de trânsito napolitano tem outras regras (não escritas e contrárias à lei), que só funcionam ali.

Por exemplo: não existe nenhuma rua de sentido único, que seja verdadeiramente único, digamos que o sentido único em Nápoles é um sentido único alternado. E ninguém reclama, buzina ou xinga quando você anda na contramão, muito pelo contrário, eles te ajudam! Todos os napolitanos fazem o mesmo e estão sempre à espera de que isso aconteça.

Assim como as ruas de sentido único, as cores dos semáforos também têm vida própria, elas não são vistas como comandos, mas como conselhos: o sinal vermelho parece ter tons tácitos, ou seja, em vias de trânsito rápido, funciona como vermelho, os carros sempre param; em ruas com pouco movimento, funciona como amarelo, se não vem carro no outro sentido, é permitido passar; em ruas sem movimento nenhum, funciona como verde, ninguém para.

O sinal verde? Os napolitanos não confiam, nunca passam no sinal verde correndo, são sempre prudentes.

E o pedestre? O pedestre tem sempre preferência no trânsito, certo? Errado, se você acha que é só colocar o pé na faixa para os carros pararem, está redondamente enganado, nem os carros da polícia respeitam a faixa de pedestre.

Outra particularidade das regras de trânsito napolitanas são as rotatórias, ninguém respeita a preferencial, é uma bagunça completa, vence o mais corajoso.

O que fazer numa via de mão dupla que só cabe um veículo? Não se preocupar e circular tranquilamente, se aparecer um carro na outra direção, dá-se um jeito, à napolitana, e sem estresse.

Os varais
Turismo em Nápoles Os varais da cidade
As roupas penduradas para secar nos prédios e nas ruas fazem parte do cenário de Nápoles. Não há regras de condomínio acerca dos varais, assim como não há limites quantitativos ou delimitativos: a ideia de liberdade permanece com apenas uma ressalva, a de não poder colocar varais nas vagas dos carros porque é ocupação de espaço público, no entanto, o intercâmbio entre o espaço público e o privado prevalece nas calçadas.
Turismo em NápolesAs igrejas

É fato que a Itália é o país das igrejas, a quantidade de igrejas existentes em território italiano é impressionante, mas Nápoles parece ter ainda mais igrejas do que as outras cidades italianas. Só no centro histórico há cerca de 200 igrejas.
Igreja de Nápoles Interior da Catedral de NápolesA simpatia

Pena que a maior parte dos brasileiros que viaja para Nápoles não fale italiano. Os napolitanos são extremamente simpáticos, divertidos e receptivos. E assim como nós brasileiros adoram puxar conversa, falam pelos cotovelos, ou melhor, pelas mãos e no volume máximo.
Não é mito, os napolitanos falam muito alto e gesticulam o tempo todo.
Falar com as mãos dos Napolitano na pizzaria de Nápoles ItáliaOs santos

O santo padroeiro oficial de Nápoles é San Gennaro, mas a lista de santos protetores da cidade engloba mais de 50 nomes com direito a estátuas, capelas, pinturas e santuários em todos os cantos.
Turismo em Nápoles Até os integrantes da camorra, a máfia napolitana, são devotos de um santo, afinal, o comportamento dos mafiosos napolitanos é baseado nas leis divinas. Os santinhos, as estátuas e as imagens do Padre Pio estão sempre presentes nas celas, casas ou carteiras dos integrantes da camorra.

Padre Pio - Foto: lafedequotidiana.it

Padre Pio – Foto: lafedequotidiana.it

Como bem disse Roberto Saviano, jornalista e autor do livro Gomorra, o chefe da máfia realmente acredita que as suas ações são comparáveis ao calvário de Cristo, visto que ele assume a dor e a culpa do pecado em nome do bem-estar dos homens que comanda. Se a vítima colocar em risco a segurança, a paz e a tranquilidade da família, com certeza ele será perdoado por Deus pelo assassinato justo e necessário.

O lixo

As últimas crises do lixo em Nápoles ocorreram em 2007, 2008 e 2011 e os números, assim como as fotos, são impressionantes:

  • no dia 21 de maio de 2007, foram despejados mais de 2.700 toneladas de lixo pela cidade;
  • no dia 14 de janeiro de 2008, a cidade amanheceu tomada por mais de 7.000 toneladas de lixo;
  • na noite do dia 8 de maio de 2011, Nápoles foi invadida por cerca de 4.100 toneladas de lixo.
Foto: eunews.it

Foto: eunews.it

O problema do lixo em Nápoles é complexo. Envolve máfia, política, corrupção, gestão ineficaz e a falta de novos aterros sanitários. Embora a questão esteja longe de uma solução definitiva, a situação já melhorou bastante com a recolha diferenciada e a construção de novos aterros sanitários, ou seja, você não encontrará montanhas de lixo espalhadas pela cidade, mas papel no chão e bituca de cigarro sim, aí já é uma questão de conscientização e de educação das pessoas, problema que atinge o mundo todo.
Nápoles Itália dica de viagemTurismo em Nápoles na ItáliaAinda sem hotel? Faça a sua reserva para Nápoles, para Milão ou qualquer outra cidade do mundo por aqui.
Se você fizer a reserva utilizando a caixa do Booking abaixo, nós ganhamos uma comissão, assim, além de você conseguir um hotel bacana, pagando menos, ainda dá uma força para recompensar o trabalho do blog sem pagar nada a mais por isso, aliás, quem reserva pelo Booking recebe desconto em cima do preço normal do hotel. Quanto antes você fizer a sua reserva, mais baixos serão os preços.



Booking.com

Artigos relacionados:

4 Comentários

  1. Andrea Garcia disse:

    E com relação a segurança? Meu voo chega em Nápoles dia 30/05 às 21h10 e eu estava pensando em ir de ônibus até o hotel (que fica próximo ao porto), é arriscado?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *