Pontos turísticos de Nápoles: Pompeia, a cidade soterrada pelo Vesúvio

by · 04/05/2015

Pompeia, fundada por Osci Campani no século VII a.C., foi um importante centro comercial, inicialmente grego, depois etrusco, sunita e romano.
Dicas de Pompeia Nápoles Como ir de Roma a Pompeia Localizada a pouco mais de 20 quilômetros do Vesúvio, a cidade de vinte mil habitantes permaneceu soterrada por pedras e cinzas vulcânicas por mais de 1.600 anos devido à erupção do vulcão em 79 d.C..
Os principais relatos da tragédia, encontram-se em 2 cartas escritas por Plínio (o jovem), que estava em Nápoles quando o vulcão entrou em erupção, endereçadas ao historiador Publio Cornelio Tacio:

Uma nuvem preta e terrível, rasgada por faíscas, transformou-se num imenso clarão de relâmpagos de fogo… Em pouco tempo, a nuvem baixou e cobriu o mar… Algumas cinzas começaram a cair… Fez-se noite não como quando não se vê a lua ou quando o céu está nublado, mas como num lugar fechado, com as luzes apagadas… Ouvia-se o gemido das mulheres, o grito das crianças, o clamor dos homens, as vozes das pessoas que buscavam os pais, os filhos, os cônjuges… Reconheciam-se pela voz, compadeciam-se pelo seu destino, pelo destino dos entes queridos… Alguns, por temor, invocavam a morte…

As mortes

Ao contrário do que defendiam muitos pesquisadores, as vítimas da erupção do Vesúvio não tiveram uma morte lenta causada por asfixia, a morte foi instantânea, os habitantes de Pompeia morreram queimados devido à exposição a altas temperaturas (em torno dos 300º C).
Pompeia Vítimas erupção do Vesúvio Um estudo realizado pelos investigadores do Observatório Vesuviano e pelos biólogos da Universidade de Nápoles, baseado nos depósitos vulcânicos, na estrutura das cinzas e no DNA das vítimas, associado a simulações da erupção feitas em computador, revelou novos resultados acerca dos efeitos térmicos da tragédia de 79:
O molde dos corpos apresenta espasmo cadavérico, uma postura típica de morte instantânea. Os ossos, assim como a análise do DNA comprovaram as alterações causadas pelas altas temperaturas.

As escavações

As escavações, a princípio intermitentes e desordenadas, tiveram início durante o reinado de Carlo di Borbone em 1748.
A partir de 1861, sob o comando de Giuseppe Fiorelli, houve uma sistematização no método de trabalho com a adoção de registros detalhados sobre as escavações.
Escavações de Pompeia Nápoles Erupção VesúvioAs contribuições mais importantes de Fiorelli foram a não remoção das pinturas do local, que eram anteriormente retiradas e levadas ao museu de Nápoles, e a introdução do método de moldes de gesso, técnica que permitiu recuperar a imagem das vítimas.

Os corpos de gesso

Em fevereiro de 1863, durante as escavações, Fiorelli foi informado da existência de um buraco com a presença de alguns ossos no seu interior.
Num golpe de genialidade, Fiorelli ordenou que os trabalhos fossem encerrados e que o buraco fosse preenchido com gesso. Depois de seco, o buraco tomou a forma do corpo e das expressões das vítimas.
Ou seja, os corpos das vítimas são estátuas de gesso feitas a partir dos moldes deixados pelos corpos de verdade.

Vítimas terremoto Vesúvio Pompeia Nápoles

Molduras de gesso de uma mulher grávida

Alguns pontos turísticos de Pompeia

Pompeia foi uma das cidades mais emocionantes em que eu já estive. Para visitar todo o sítio arqueológico, é necessário 1 dia, tendo em vista a extensão da cidade, a arquitetura, a estrutura e as pinturas, mas dá para conhecer muita coisa em 2 horas ou 3 horas, isso vai depender do interesse de cada um.
Turismo em Pompeia Nápoles Erupção Vesúvio 79dC A casa do Fauno – assim denominada em função da estátua de bronze do Fauno localizada no centro do implúvio (um pátio descoberto para onde escorriam a água das chuvas), a imponente casa construída no século II a.C., com uma superfície de aproximadamente 3.000 quadrados, dois jardins e dois átrios, talvez seja a mais suntuosa de Pompeia.
A casa ainda conserva algumas pinturas nas paredes, no entanto, grande parte dos mosaicos, que adornavam o piso, foram levados ao museu de Nápoles.
A réplica do mosaico que representa a vitória de Alexandre Magno contra o rei da Pérsia, Dario, pode ser vista ali.
Casa do fauno Pompeia Nápoles A casa dos Vetti – inscrições eleitorais e dois anéis-timbre, utilizados para selar os documentos, indicam que a casa pertencia à família Vetti.
As pinturas na entrada evidenciam a riqueza dos proprietários, entre elas, destaca-se a figura de Priapo, deus da fertilidade, com o seu enorme membro apoiado no prato de uma balança fazendo contrapeso com uma bolsa de dinheiro.
A sala da casa dos Vetti é famosa pelas paredes vermelhas com frisos de cupidos e pelas pinturas mitológicas.
Priapo Deus da fertilidade Pontos turísticos Pompeia Villa dos Mistérios – a vila, restaurada em 60 a.C. e no século I d.C., foi construída numa encosta de frente pro mar no século II a.C. e compreende um bairro residencial e uma área servil localizados fora da cidade de Pompeia.
Na parede da sala de refeições encontra-se o grande afresco (megalografia) com a cena do ritual misterioso, ou seja, da iniciação feminina no casamento.
Villa dei misteri Pompeia Nápoles Turismo em Pompeia Lupanare – lupa em latim significa prostituta e o lupanar é a casa de prostituição mais bem organizada de Pompeia, a única construída especificamente com essa função (as outras limitavam-se a apenas um quarto no andar superior de alguma loja). Tinha 10 quartos e uma latrina.
Naquela época, as prostitutas, normalmente de origem grega e oriental, eram escravas e recebiam cerca de 2 a 8 assi por cliente (uma taça de vinho custava 1 asse), no entanto, todo o dinheiro ficava com o dono do bordel, visto que não lhes era conferida personalidade jurídica.
Os destaques do Lupanare são as pinturas de diversas posições sexuais que adornam as paredes do estabelecimento.
Lupanar Pompeia Nápoles Jardim dos fugitivos – é um espaço amplo onde eram cultivadas algumas vinheiras de Pompeia. Agora abriga algumas estátuas de gesso das vítimas da erupção do Vesúvio.
Vítimas de Pompeia Corpos de gesso Nápoles Anfiteatro – destinado aos combates entre gladiadores, é um dos mais antigos (70 a.C.) e mais bem conservados edifícios de Pompeia. O auditório, com capacidade para 20.000 pessoas, era dividido em três setores: as primeiras filas eram reservadas aos cidadãos importantes, a parte central, à imprensa e a parte mais alta, aos demais.
Anfiteatro Pompeia Nápoles Teatro grande – construído em forma de ferradura com capacidade para 5.000 espectadores no século II a. C., o teatro também era dividido em três setores, sendo o inferior, todo revestido de mármore, destinado aos decuriões e cidadãos importantes da cidade.
Teatro grande Pompeia Nápoles Termas Stabiane – nem todos os cidadãos de Pompeia tinham água em casa, por isso, as termas, além de serem um ponto de encontro, eram, sobretudo, uma necessidade. As termas Stabiane construídas no século II a.C., é o edifício termal mais antigo de Pompeia e oferecia banheiros masculinos e femininos, sala com banheira para banho frio, vestiário, sala aquecida, sala para o banho quente, piscina, academia, latrina e caldeira.
Termas Pompeia Nápoles Como ir de Nápoles a Pompeia – Pompeia fica a pouco mais de 25 quilômetros da estação central de Nápoles. Para quem quiser ir de carro, basta pegar a A3 Napoli-Salerno e sair em Pompeia (oeste), para os que preferirem ir de trem, são 2 as opções: a Trenitalia, cerca de 45 minutos de viagem com bilhetes entre €11,2 e €18,2 (ida) e a companhia de trem regional Circumvesuviana, cerca de 50 minutos de viagem com bilhete a €2,90 (ida) ou a €4,5 (giornaliero) válido das 10:00 h. às 24:00 horas em todos os trens da Circumvesuviana. Os bilhetes da Trenitalia podem ser comprados on line, os da Circumvesuviana podem ser adquiridos na Estação central de Nápoles.

Como ir de Roma a Pompeia – de Roma a Pompeia são 250 quilômetros e em torno de €16 de pedágio. De trem, o percurso dura em torno de 3 horas e custa entre €11,2 e €40, dependendo da antecedência com que o bilhete for comprado. Outra opção, é ir de Roma a Nápoles com a companhia de trem Italo, bilhetes entre €14 e €40, e de Nápoles pegar um trem para Pompeia.

Tudo o que você precisa saber sobre Pompeia

Pompeia tem uma área de quase 66 hectares feita de pedra e com muitos degraus: vá com um sapato confortável, de preferência tênis, esqueça sandálias e chinelos.
É proibido entrar com bolsas grandes e mochilas. Tem guarda-volumes gratuito na entrada.
Os estacionamentos em Pompeia custam, em média, €3 a hora.
O guia-áudio, disponível em língua italiana, inglesa, francesa, alemã e espanhola, custa €6,5.
O mapa de Pompeia é gratuito, não esqueça de pegar um na entrada.
A quantidade de banheiros em Pompeia é mais do que suficiente nos dias normais, mas se você for num dia em que a entrada é gratuita, prepare-se para a fila. O mesmo vale para o restaurante.

>>> Encontre o seu hotel em Pompeia.

Informações sobre Pompeia Turismo em Pompeia Horário de abertura de Pompeia

Do dia 1º de abril a 31 de outubro: das 8:30 minutos às 19:30 minutos.
Do dia 1º de novembro a 31 de março: das 8:30 minutos às 17:00 horas.
Fecha nos dias 1º de janeiro, 1º de maio e 25 de dezembro.
O ingresso custa €13. A entrada é gratuita no primeiro domingo do mês.

Reserve a sua passagem de trem para Pompeia aqui.

Ainda sem hotel? Faça a sua reserva para Nápoles, para Milão ou qualquer outra cidade do mundo por aqui.
Se você fizer a reserva utilizando a caixa do Booking abaixo, nós ganhamos uma comissão, assim, além de você conseguir um hotel bacana, pagando menos, ainda dá uma força para recompensar o trabalho do blog sem pagar nada a mais por isso, aliás, quem reserva pelo Booking recebe desconto em cima do preço normal do hotel. Quanto antes você fizer a sua reserva, mais baixos serão os preços.



Booking.com

 TAG: Pontos turísticos de Nápoles: Pompeia, a cidade soterrada pelo Vesúvio

Artigos relacionados:

3 Comentários

  1. 12/05/2015

    […] que você não deve fazer na costa Sorrentina e Amalfitana: ir a Pompeia ou Herculano. Em todas as cidades da costa que eu visitei, havia panfletos promovendo excursões a […]

  2. 23/05/2015

    […] é a da Campania, localizada no sul do país, entre Roma e Sicília, que abrange Nápoles, Caserta, Pompeia, Herculano, Capri e a costa amalfitana, que além da beleza natural, têm o clima ameno e uma […]

  3. 26/07/2015

    […] Pompeia […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *