Os 10 principais pontos turísticos de Milão

by · 17/11/2014

Essa é uma pergunta que sempre me fazem: quais são os 10 principais pontos turísticos de Milão?
Depende, tem muita gente que vem a Milão única e exclusivamente para fazer compras, para conhecer o luxuoso quadrilátero da moda, para ficar em dia com as tendências do mundo fashion e para gastar, ou melhor, investir muitos euros em produtos exclusivos que só existem por aqui.
Os amantes da arte vêm por causa dos inúmeros museus, igrejas e pinacotecas.
O foco do povo que curte história e arquitetura são os belos palácios, as grandes igrejas, os diversos monumentos e toda a história presente na arquitetura da cidade.
Os que gostam de comer bem já chegam com a listinha de restaurantes, bares, pizzarias e lugares para fazer aperitivo pronta.
Mas, de fato, há 10 coisas em Milão que, na minha opinião, são imperdíveis:

1. O duomo é o símbolo atemporal de Milão, solene, elegante e sublime. Começou a ser construído em 1386 e levou quase cinco séculos para ser finalizado.
A catedral é imensa, tem 157 metros de comprimento e 109 metros de largura. É a sexta maior igreja Cristiana do mundo.
Catedral de Milão Itália Quanto um turista gasta por dia em Milão 2. A Galeria Vittorio Emanuele II, que une a praça do duomo à praça Scala, é formada pelo cruzamento de duas vias em ângulo reto, que formam um octógono na parte central coberto por uma cúpula de ferro. Parece inacreditável, mas a luxuosa galeria foi construída em apenas 2 anos. Para você ter uma ideia da grandiosidade: só para a claraboia foram utilizadas 543 toneladas de ferro e 7,8 milhões de metros quadrados de placas de vidro.
O que levar na mala para uma viagem em Milão Itália Pontos de interesse em Milão Galleria Vittorio Emanuele II 3. O Teatro alla Scala encabeça a lista dos 10 melhores teatros de ópera do mundo da National Geographic.
A casa de Rossini, Bellini, Donizetti e Verdi talvez seja o teatro de ópera mais famoso que existe.
Se você não tiver a oportunidade de assistir a um espetáculo ali, a dica é visitar o museu do teatro que inclui a vista do interior da sala que é absolutamente deslumbrante.
Ópera e concertos de música clássica em Milão Teatro alla Scala Milão Teatro alla Scala turismo de arte e cultura em Milão4. A última ceia, também conhecida como Cenacolo, é uma pintura feita por Leonardo da Vinci entre os anos de 1495 e 1498, a pedido do duque de Milão, Ludovico Sforza, que representa a cena da última ceia de Jesus, baseada no evangelho de João 13:21 (passagem em que Jesus anuncia que será traído por um de seus discípulos).

Ao contrário dos pintores florentinos Ghirlandaio e Andrea del Castagno, que retrataram o momento da identificação do traidor (Judas), Leonardo inova representando o momento de incerteza precedente, em que Jesus anuncia que será traído por um dos apóstolos.

As expressões dos rostos, as posturas dos corpos e os movimentos das mãos exprimem de maneira brilhante as emoções dos discípulos.

Faça a reserva com antecedência, os bilhetes são bastante concorridos.Ônibus turístico de Milão Última ceia Leonardo da Vinci A Última Ceia Leonardo Da Vinci A última ceia de Leonardo da Vinci em Milão Itália5. A Pinacoteca Ambrosiana tem uma das coleções históricas mais completas e mais antigas do mundo. Destacam-se: Il Musico de Leonardo, La Canestra di frutta de Caravaggio, Il Ritratto di dama de Giovanni Ambrogio De Predis, La Madonna del padiglione de Botticelli, Il Presepe de Barocci, L’Adorazione dei magi de Tiziano, La Sacra Famiglia de Bernardino Luini, Il Fuoco e L’Acqua de Brueghel.

Os-10-principais-pontos-turísticos-de-Milão-A-Pinacoteca-Ambrosiana-La-Canestra-di-frutta-de-Caravaggio

Foto: disegnoepittura.it

6. Por muitos e muitos anos, o castelo Sforzesco foi considerado como emblema de tirania e domínio estrangeiro pelos milaneses. Ao longo dos sete séculos de história, os cidadãos tentaram, mais de uma vez, demolir o odiado edifício.

Foi só no século XIX, com a Unificação da Itália, que o castelo Sforzesco transformou-se no símbolo da cidade e passou a ser amado pelos milaneses.
Turismo em Milão Pontos de interesse Milão 7. Sem dúvida nenhuma, o monumento mais imponente de Milão é o duomo. Não tem como ficar indiferente diante da majestosa catedral.

A San Maurizio é diferente, mas consegue provocar o mesmo fascínio que o duomo. A fachada da igreja é bem simples, mas o interior dela, coberto de afrescos, é simplesmente deslumbrante e, embora não seja sede da eleição do papa e não tenha afrescos assinados por pintores famosos como Michelangelo, faz jus ao título de capela Sistina de Milão.
O que fazer em Milão igreja de San Maurizio no bairro Magenta Turismo em Milão Igreja San Maurizio a Capela Sistina de Milão Milão por Bairros8. Milão é a capital da moda italiana e internacional e sede da alta costura prêt-à-porter.

Os grandes nomes da moda estão concentrados no luxuoso quadrilátero da moda, delimitado pelas ruas Monte Napoleone, Alessandro Manzoni, della Spiga e Venezia.

Passear pelo quadrilátero da moda é respirar a atmosfera mágica de Milão entre as luzes das lojas, a elegância das ruas, as vitrines coloridas, o charme das perfumarias e confeitarias, circundado das melhores marcas do mundo como Cartier, Jaeger Le-Coultre, Valentino, Gucci, Prada, Fendi, Salvatore Ferragamo, Emilio Pucci, Louis Vuitton, Ermenegildo Zegna, Armani, Chanel, Dolce & Gabbana, Versace, Moschino, Kenzo, Yves Saint Laurent, Roberto Cavalli, Hermès, Christian Dior, Bottega Veneta, Burberry, Ralph Lauren, Lanvin, Michael Kors, entre muitos outros.
Ferragamo Ferrari Valentino Lojas Milão Italian StyleComo se vestir na primavera e verão em Milão9. O bairro Brera estende-se ao longo das ruazinhas charmosas que cruzam a via Brera. O nome vem de braida, um termo de origem lombarda que significa campo perto da cidade, visto que, na Idade Média, era um espaço livre que ficava dentro das muralhas de Milão.

Cidade na cidade, a partir do século XIX até os anos sessenta, Brera foi o coração da Milão artística e literária.

Entre os sessenta e setenta, transformou-se num dos bairros mais fascinantes de Milão, abrigando boutiques, antiquários, galerias de arte, bares históricos, restaurantes tradicionais e a famosa Pinacoteca de Brera.
10. Com galerias de arte, lojas de artesanato, livrarias, sebos, prédios antigos e pontes, Navigli é um dos bairros mais animados de Milão.

Navigli é o bairro dos canais, exala charme e proporciona uma vida noturna pra lá de badalada.

Nas ruas de águas milanesas, que perderam a função comercial e de transporte, estão disponíveis serviços de transporte turístico que permitem a descoberta da cidade de um ponto de vista diferente.
Verão em Milão O bairro Navigli em Milão Itália

>>> Reserve o seu hotel em Milão aqui

Faça o seu roteiro e evite filas: compre o seu bilhete para o Sightseeing Milano, o ônibus panorâmico, aqui.

Ainda sem hotel? Faça a sua reserva para Milão ou qualquer outra cidade do mundo por aqui.
Se você fizer a reserva utilizando a caixa do Booking abaixo, nós ganhamos uma comissão, assim, além de você conseguir um hotel bacana, pagando menos, ainda dá uma força para recompensar o trabalho do blog sem pagar nada a mais por isso, aliás, quem reserva pelo Booking recebe desconto em cima do preço normal do hotel. Quanto antes você fizer a sua reserva, mais baixos serão os preços.



Booking.com

Artigos relacionados:

19 Comentários

  1. Célia Gonçalves disse:

    Olá Simone! Vou a Milão dia 25.04.18 e devo ficar até dia 02.05.18, poderia me dar sugestões de quais cidades eu poderia ir fazendo bate volta ? Bergamo,Brescia,Monza ,etc…Inclusive se você é guia em Milão …

  2. Suzanny Guimaraes disse:

    Oi Simone, tudo bem? Gostei muito do seu post, porem queria uma ajudinha. Estarei em Milão por algumas hora somente. Chego as 19:30 do sábado (devendo chegar aí centro da cidade em torno de 21:00 ou mais por conta da imigração) e as 10:00 do domingo pego um trem para Veneza. O que você aconselha visitar durante esse período contando com o fato de que não pretendo dormir? Hehe… Pensei em ir a região de Navigli e de manhã cedo passar pela região central pelo menos para tirar fotos externas da região.

  3. Glauber marin disse:

    Ola, a casa Degli Omenoni, fica em que rua? Consigo ir a pé da Duomno. Obrigado pelas as dicas!…

  4. Edma Peter disse:

    em dois dias dá para ver essas dez dicas?

  5. deise costa disse:

    Oi Simone
    O Museu do design Triennale fica no centro de Milao?

  6. Isolda Levy disse:

    Oi Simone, estou amando seu blog. Vou a Milão em janeiro de 2016 e já estou viajando através das suas dicas. A primeira foto desta postagem, Casa degli Omenoni, o que é? Bjs

  1. 14/12/2014

    […] Verdade seja dita, desde que eu cheguei a Milão, nunca nevou no Natal. A última vez que nevou por aqui no dia 25 foi em 2004. No entanto, não descartemos a possibilidade de rolar neve nos próximos Natais, a temperatura é propícia. Mas afinal, o que fazer em dezembro em Milão? Depende de quantos dias você irá ficar por aqui. Se for 1 dia, dê uma olhada no artigo O que fazer em Milão em 1 dia. Se forem 2 dias, confira O que fazer em Milão em 2 dias. Mas o legal de vir a Milão em dezembro é que, além de descobrir a cidade, você ainda tem a oportunidade de conhecer as típicas feiras de Natal (mercatini di Natale) de Milão. E o melhor de tudo, é que você nem precisa alterar o trajeto, as feirinhas ficam perto dos principais pontos turísticos daqui. […]

  2. 15/12/2014

    […] As perguntas que eu mais respondo aqui no blog é o que fazer em Milão em 1 dia e quais são os principais pontos turísticos da cidade e o que eu recomendo, em ambos os casos, é finalizar o dia (e começar a noite) com um […]

  3. 24/02/2015

    […] e exclusivamente, por causa da Expo, eu não aconselho que você se hospede em Rho. Por quê? Os principais pontos turísticos de Milão estão em Milão, não em Rho. Rho não é um bairro de Milão, é uma outra cidade, que […]

  4. 02/09/2015

    […] No centro: ande a pé. A melhor forma de conhecer Milão é caminhando. A cidade é plana e os principais pontos turísticos ficam muito próximos uns dos outros. Além de ser extremamente charmoso, você ainda queima umas […]

  5. 03/09/2017

    […] você quer curtir Milão, vale a pena ficar no centro histórico. Os principais pontos turísticos da cidade concentram-se na praça do duomo e os outros, não ficam muito longe […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *