Milão é uma cidade cara? Quanto custa viajar para Milão?

by · 06/01/2016

Muita gente me pergunta se Milão é uma cidade cara e quanto se gasta, em média por dia, com refeições, transportes, atrações turísticas e hospedagem.

Em relação às passagens de avião e à hospedagem, vai depender da antecedência com que você fizer a reserva: para garantir os melhores preços, o negócio é se programar.

Já o transporte e as refeições estão disponíveis em inúmeras versões, ou seja, você pode optar entre transportes públicos, aluguel de carro, caminhadas, bicicletas e táxi, assim como entre restaurantes estrelados do guia Michelin e refeições por menos de € 10.

A entrada nas principais atrações turísticas de Milão (o duomo, o castelo Sforzesco e a galeria Vittorio Emanuele) é gratuita. Para visitar A última ceia de Leonardo da Vinci, paga-se € 8.
Milão é uma cidade cara? Quanto custa viajar para Milão? Dicas de Milão como economizar em Milão Caminhar pelo luxuoso quadrilátero da moda, pelos famosos canais de Navigli, pela Chinatown, por Brera e pelos belíssimos arranha-céus de Porta Nuova não custa nada. Fazer um aperitivo no final da tarde custa em torno dos € 8.

No que diz respeito às compras os preços também variam: você pode tanto pagar € 5.000 por um casaco exclusivo na via Monte Napoleone, quanto € 40 por um mais econômico na via Torino.

Bora lá fazer as contas:

Passagens aéreas para Milão

As regras das tarifas promocionais variam de uma companhia aérea para outra, mas a dobradinha comprar as passagens com antecedência e fugir das altas temporadas (janeiro, fevereiro, julho e dezembro) consta na lista de todas elas.

Uma passagem de ida e volta de São Paulo a Milão do dia 3 ao dia 13 de maio deste ano custa hoje em torno de € 500 na Tam, na Tap e na Air Europa.

Hotéis em Milão

Milão está entre as seis cidades do mundo que têm hotel sete estrelas, mas também tem muito hotel bacana e apartamento mobiliado para alugar no centro com diárias a partir de € 45.

Foto: milano.corriere.it

Foto: milano.corriere.it

Transporte do aeroporto Malpensa ao centro de Milão

O aeroporto Malpensa fica a 50 quilômetros do centro de Milão e as opções de transporte são: táxi, ônibus, trem e aluguel de carro.

Um táxi de Malpensa a Milão tem preço fixo: € 90.
Se você não quiser carregar malas, nem fazer baldeações, esta é a melhor opção.

O bilhete do trem de Malpensa ao centro de Milão custa € 12 por adulto e € 6 para crianças com idade entre 4 e 13 anos.

A passagem de ônibus custa € 10 por adulto e € 4 para crianças com idade entre 2 e 12 anos. Comprando o bilhete de ida e volta, fica ainda mais barato para os adultos, € 16.

Alugar um carro custa em torno de € 45 e pode ser uma boa alternativa para quem está com muitas malas e não está a fim nem de pagar € 90 de táxi e nem de fazer baldeações, dá pra alugar o carro no aeroporto e devolvê-lo numa filial no centro da cidade.

Transporte público em Milão

A melhor forma de conhecer Milão é caminhando. A cidade é plana e os principais pontos turísticos ficam muito próximos uns dos outros.

Para distâncias mais longas aposte no aluguel de bicicletas e no transporte público.

O aluguel de bicicleta custa € 2,50 a diária. Por esse valor, você pode pegar a bicicleta quantas vezes quiser, durante 24 horas, por até 30 minutos gratuitamente e por € 0,50 a cada meia hora para períodos superiores a 30 minutos e inferiores a duas horas.
bicicletas para alugar em Milão bikeMI como funciona dicas e tarifas para alugar bicicletas em MilãoQuanto custa o transporte público em Milão?

O bilhete normal (biglietto ordinario) custa € 1,50 e pode ser utilizado para uma viagem de metrô e durante 90 minutos nos ônibus e bondes.

Se você for pegar só o ônibus ou o bonde, o bilhete é o mesmo.

Outra opção, é o bilhete diário (biglietto giornaliero) que custa € 4,5 e é válido pelo período de 24 horas nos metrôs, ônibus e bondes, sem limite de viagens e o bilhete de 48 horas (biglietto bigiornaliero) que custa € 8,25 e é válido pelo período de 48 horas nos metrôs, ônibus e bondes, sem limite de viagens.

O prazo dos bilhetes começa a correr a partir do momento em que são validados nas máquinas que estão dentro dos ônibus e bondes ou nas catracas de acesso aos metrôs, não quando são comprados, ou seja, você pode comprar mais de um bilhete e utilizá-lo nos dias seguintes.
Transporte público em MilãoPreço das refeições em Milão

Para tomar um café e comer uma brioche (croissant), você não gasta mais do que € 3, tirando alguns lugares ao redor do duomo e em algumas cafeterias, sobretudo no quadrilátero da moda, onde se paga € 5 por um café servido à mesa ao invés de € 1 no balcão.

Os pratos de massa e os risotos custam em média € 13, os de carne ou peixe em torno dos €20 e as saladas € 10.

De um modo geral, os italianos pedem 2 pratos, um primeiro (primo piatto) de massa e um segundo (secondo piatto) de carne, normalmente servidos sem acompanhamento e suficientes para uma pessoa. O primeiro prato costuma satisfazer o apetite dos não italianos, os pratos de carne não, precisam de um acompanhamento (contorno), em torno dos € 5.

Para economizar na hora do almoço, a pedida são as pizzas, que custam entre € 5 e € 10 e o famoso panzerotto do Luini € 2,7. No jantar, a dica é fazer um aperitivo: com menos de € 10 você toma um coquetel e fica jantado.
Restaurantes e pizzarias em Milão Onde comer em Milão Pizza a verdadeira pizza napoletanaO menu degustação dos estrelados restaurantes Berton e Alice custa entre € 120 e € 130 por pessoa.

O glorioso sorvete (gelato) italiano custa, em média, € 3 a casquinha ou o copo com dois sabores.
Sorveteria em Milão O sorvete de AmorinoCompras em Milão

Milão tem uma das ruas de compras mais luxuosas e exclusivas do mundo, mas também tem muita loja com preços econômicos.
Se o objetivo da viagem for comprar artigos de luxo, o endereço é o quadrilátero da moda, se for comprar roupas mais baratas, confira as lojas na corso Vittorio Emanuele, na via Torino e na descolada corso Ticinese.
Quanto custa viajar para Milão ItáliaPreço dos museus em Milão

A obra-prima em Milão, que deu início a uma nova era na história da arte, é A última ceia de Leonardo da Vinci.
O bilhete para A última ceia custa € 8. No primeiro domingo do mês é de graça, mas a reserva por telefone é obrigatória e é uma missão praticamente impossível conseguir fazer a reserva nesse dia. Você gastará mais dinheiro, além do tempo tempo, tentando fazer a reserva por telefone do que comprando o bilhete on line.

Foto: commons.wikimedia.org

Foto: commons.wikimedia.org

Nos museus do castelo Sforzesco, o destaque é a escultura de Michelangelo, a Pietà Rondanini.
O bilhete para visitar os museus do castelo custa € 8. A entrada é gratuita às terças-feiras a partir das 14:00 horas, todos os dias uma hora antes do fechamento e no primeiro domingo do mês.
A Pietà Rondanini de MichelangeloA entrada na Pinacoteca de Brera custa €10 e também é gratuita no primeiro domingo do mês.

O bilhete na Pinacoteca Ambrosiana custa € 15, no museu do Novecento custa € 10, no museu do estádio San Siro € 17, no museu do Teatro alla Scala € 7 e nas mostras do Palácio Real € 12.

Se o foco da sua viagem são os museus, confira os museus que são gratuitos em Milão e os museus que estão incluídos no Milan Pass.
Casa-museu Boschi di Stefano Museus em MilãoAinda sem hotel? Faça a sua reserva para Milão ou qualquer outra cidade do mundo por aqui.
Se você fizer a reserva utilizando a caixa do Booking abaixo, nós ganhamos uma comissão, assim, além de você conseguir um hotel bacana, pagando menos, ainda dá uma força para recompensar o trabalho do blog sem pagar nada a mais por isso, aliás, quem reserva pelo Booking recebe desconto em cima do preço normal do hotel. Quanto antes você fizer a sua reserva, mais baixos serão os preços.


Booking.com

Artigos relacionados:

4 Comentários

  1. RENATA CARDOSO FURTADO disse:

    olá, simone!

    chegarei em Milão com minha mãe, meu pai e minha irmã.
    Nesse caso, 4 pessoas 4 malas. voce acha melhor translado ou taxi?

  2. Maria Cristina disse:

    Olá Simone,
    Adoro seu blog, parabéns!!!!
    Li, acima, que a entrada no Duomo é gratuita, mas, em contrapartida, ouvi dizer que agora estão cobrando pela entrada, procede?
    Outra dúvida: ainda existe o bilhete giornaliero ao custo de 4,50?
    Grata.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *