Milão Antiga e Medieval

by · 20/05/2014

Da Milão que foi a capital do Império Romano do Ocidente restou muito pouco, visto que, naquela época, os monumentos eram demolidos para a reutilização dos materiais de construção.

Para uma pequena imersão histórica na Milão Antiga e Medieval, parto do Civico Museo Archeologico, situado no complexo do Monastero Maggiore di San Maurizio (século VIII d.C.), onde permanecem a igreja San Maurizio e o claustro. No parque interno do museu, encontra-se a Torre Ansperto, a única torre remanescente das muralhas românicas, transformada em campanário da igreja.

As ruínas de um edifício, que fazia parte do imponente Palazzo Imperiale, construído no final do século III, podem ser vistas da via Brisa. O teatro românico (final do século I a.C.) está localizado embaixo do Palazzo Mezzanotte  e a pavimentação do antigo fórum românico pode ser vista no subterrâneo da igreja de San Sepolcro  e da Biblioteca Ambrosiana.

San Sepolcro

San Sepolcro

Na Milão Antiga, os lugares de diversão e de culto estavam situados fora das portas urbanas, como o anfiteatro românico, que atualmente faz parte do Parco Archeologico, e a basílica San Lorenzo Maggiore, localizados na Porta Ticinese. A igreja, construída entre os séculos IV e V, manteve a arquitetura original e preserva testemunhos da arte romana e paleocristã em sua capela. Atravessando o Parco delle basiliche, algumas sepulturas de arte paleocristã foram conservadas na basílica de Sant’Eustorgio. Além da San Lorenzo Maggiore, o bispo Ambrogio ordenou a construção de outras 3 basílicas: San Nazaro Maggiore, San Simpliciano e Sant’Ambrogio, exemplares das arquitetura românica e paleocristã.

Basílica de San Lorenzo Maggiore

Basílica de San Lorenzo Maggiore

Igrejas de Milão a Basílica de Sant’Eustorgio

Basílica de Sant’Eustorgio

Perto do Duomo, encontra-se o núcleo medieval mais importante da cidade: o Palazzo della Ragione e o Palazzo dei Giureconsulti. Atrás da catedral, incorporado à parte posterior do Palazzo Reale, sobressai um campanário em tijolo vermelho da antiga igreja de San Gottardo in Corte. Na praça Santo Stefano, a basílica românica Santo Sfefano Maggiore, reformada nos séculos XVI e XIX, e a igreja medieval San Bernardino alle Ossa, conhecida pela capela Ossario, com um insólito revestimento de ossos humanos formando desenhos religiosos, completam o cenário.

Palacio della Ragione

Palacio della Ragione

Ainda sem hotel? Faça a sua reserva para Milão ou qualquer outra cidade do mundo por aqui.
Se você fizer a reserva utilizando a caixa do Booking abaixo, nós ganhamos uma comissão, assim, além de você conseguir um hotel bacana, pagando menos, ainda dá uma força para recompensar o trabalho do blog sem pagar nada a mais por isso, aliás, quem reserva pelo Booking recebe desconto em cima do preço normal do hotel. Quanto antes você fizer a sua reserva, mais baixos serão os preços.


Booking.com

Artigos relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *