De Milão a Veneza de trem: pontos turísticos, restaurantes e transportes

by · 15/12/2014

Que Paris, que nada! A cidade mais romântica da Europa é Veneza!
Veneza é a cidade da utopia, onde tudo está organizado de uma forma superior. Onde o que parecia irrealizável foi realizado: uma verdadeira poesia sobre as águas.
Como ir de Milão a Veneza, a Verona e a Florença Turismo em Veneza O que fazer em VenezaUm pouco de informação: o município de Veneza, localizado na região Veneto no nordeste da Itália, tem cerca de 270.000 habitantes e estende-se por uma área de 412 quilômetros quadrados, que inclui as ilhas de Burano, Murano e Torcello.
Veneza foi fundada no século V.
No século X, tornou-se uma grande potência marítima.
Desde 1987 é classificada como Patrimônio da humanidade pela UNESCO.
É palco de um dos carnavais mais famosos do mundo e do aclamado festival de cinema.

De Milão a Veneza: pontos turísticos, restaurantes e transportes

De Milão a Veneza de carro: são, aproximadamente, 3 horas de viagem, € 19 de pedágio, entre € 8 a € 20 de estacionamento (por dia) em Mestre e € 1,3 de passagem de ônibus de Mestre a Veneza.

De Milão a Veneza de trem: precisamente 2 horas e meia da estação central de Milão até a estação S. Lucia em Veneza. Os preços vão dos € 9 aos € 60 (ida) e você desembarcará a 2 quilômetros da famosa praça San Marco.

Como locomover-se em Veneza – Em Veneza não tem bike, nem ônibus, nem carro. O negócio é andar a pé. Todo o tipo de transporte é sobre as águas: gôndolas, barcos (vaporetto) ou barcos-táxi.

Barcos em VenezaAs gôndolas custam entre € 80 a € 150 por 30 minutos.
A tarifa inicial dos táxis é de € 15 + € 2 por minuto.
O bilhete ordinário (ida) do barco público custa € 4. O bilhete com validade de 60 minutos custa € 7 e o bilhete válido por 24 horas custa € 20.

Compre o seu passeio de gôndola com direito à serenata aqui.

Veneza romântica: reserve o seu passeio de gôndola com serenata e jantar.

Principais pontos turísticos de Veneza – quando eu estava no trem, fiz uma lista dos principais pontos turísticos da cidade e, pra ser bem sincera, eu nem cheguei a abrir essa lista.
Logo que você desembarca, começam as indicações para a praça San Marco. É só seguir o fluxo (e as placas) que você chega lá.
Não se preocupe com mapas, não se preocupe em se perder: Veneza é feita para se perder mesmo e é muito gostoso se perder por ali. Cada ruazinha, cada canal, cada monumento, cada igreja revela um pouco de magia e um mundo de história. 

Otimize seu tempo: faça uma excursão a pé pela cidade com guia particular que fala português.

Praça San Marco: é a praça principal de Veneza e é delimitada pelos edifícios da antiga e da nova procuradoria, que abrigam cafeterias históricas como a Florian, a Quadri e a Lavena, e os museus Correr, com belas obras de Canova, e de Arqueologia; pela basílica gótica de San Marco, inteiramente revestida de mosaicos do século XI; pela imponente torre do relógio; pelo campanário, símbolo do carnaval veneziano; pela biblioteca Marciana, uma das bibliotecas mais antigas da Itália; e pelo palácio Ducale, uma verdadeira obra-prima da arquitetura gótica.

Vista da praça San Marco

Vista da praça San Marco

Basílica e Campanário de San Marco

Basílica e Campanário de San Marco

Praça San Marco: Palácio Ducale e Biblioteca Marciana

Praça San Marco: Palácio Ducale e Biblioteca Marciana

A ponte dos suspiros (dei sospiri) fica ao lado do palácio Ducale, em frente à antiga cadeia de Veneza, e era por onde os prisioneiros passavam antes de serem julgados. Reza a lenda que o nome da ponte é devido aos suspiros dos carcerários quando viam o mundo externo pela última vez.

Ponte dos SuspirosPonte de Rialto: é uma das pontes mais bonitas, mais importantes, mais históricas e mais movimentadas de Veneza. Foi construída por Antonio da Ponte no final do século XVI.

Ponte de RialtoRialto foi o centro comercial da cidade por muitos anos. Essa região é muito bem servida de lojas, bares e restaurantes.
Não deixe de conferir o interior da igreja de San Salvador, com pinturas, mosaicos e esculturas de diversos artistas; a igreja de San Giacometto, a igreja mais antiga de Veneza (século XI-XII); o palácio renascentista dei Carmelenghi, o palácio dei dieci Savi (século XVI) e de tomar um copo de vinho admirando a paisagem.

Igreja de San Giacometto

Igreja de San Giacometto

O gueto hebraico (ghetto ebraico) com suas sinagogas, museus, tradições e particularidades é uma cidade dentro da cidade de Veneza, que não faz parte do circuito turístico tradicional.

Gueto hebraicoÉ um bairro mais alternativo, bastante característico de Veneza. Tem muito bar e restaurante por ali, não só hebraicos, como também italianos. Enquanto o resto da cidade está sempre lotado de turistas, o gueto hebraico está vazio, com os moradores caminhando pelos canais, tomando um copinho de vinho pela manhã ou jogando baralho na mesa de um bar. Tudo muito tranquilo, muito charmoso e muito barato. Um spritz ou uma taça de vinho custam, em média, 3 euros.

Turismo na Itália de Milão a Veneza Dica de onde comer em VenezaAs famosas gôndolas… Verdade seja dita, não há nada mais romântico, mais encantador, mais poético do que andar de gôndola pelos canais.
Meu único conselho: fique atento ao celular, à máquina fotográfica e a outros equipamentos eletrônicos. Parece brincadeira, mas cenas com a queda desses objetos na água são bastante frequentes em Veneza.

Compre o seu passeio de gôndola com direito à serenata aqui.

Veneza romântica: reserve o seu passeio de gôndola com serenata e jantar.

>>> Reserve o seu hotel em Veneza aqui.

>>> Se você está procurando hotel barato em Veneza, clique aqui.

As gôndolas em VenezaPara quem gosta de arte, em Veneza há museus para todos os gostos, os principais museus de Veneza são:

Ca’Pesaro – galeria internacional de arte moderna – quadros e esculturas dos séculos XIX e XX, entre eles, obras-primas de Klimt, Chagall, Kandinsky, Klee, Matisse e Moore.
Ca’Rezzonico – museu veneziano do século XVIII – quadros, esculturas, móveis e afrescos do século XVIII.
Museu Correr – arte e história de Veneza – esculturas de Canova, grandes obras do século XVI e XIX.
Coleção Peggy Gugghenheim – arte europeia e americana da primeira metade do século XX – Cubismo, Futurismo, Expressionismo Abstrato, Surrealismo. Destaques: Picasso, Miró, Kandinsky, Dalí e de Chirico.
Gallerie dell’Accademia di Venezia – arte veneziana do século XIV ao XVIII. Principais artistas: Bellini, Giorgione, Carpaccio, Tiziano, Tintoretto, Veronese e Tiepolo.

Otimize seu tempo: faça uma excursão a pé pela cidade com guia particular que fala português.

Il poeta - Picasso (http://www.guggenheim-venice.it/collections/artisti/dettagli/pop_up_opera2.php?id_opera=273)

Il poeta – Picasso (http://www.guggenheim-venice.it/collections/artisti/dettagli/pop_up_opera2.php?id_opera=273)

Onde comer em Veneza – não há nada mais típico do que os bacari (taberna, tasca) venezianos, que servem vinhos e spritz e oferecem inúmeras opções de comidinhas. Não é como o aperitivo em Milão, em Veneza você paga pela bebida e pelo petisco. Os mais comuns são os pãezinhos com bacalhau, as polentinhas com cogumelos ou bacalhau, as porções de bacalhau e as sardinhas fritas ou em azeite. Sim, a especialidade veneziana é o bacalhau, no entanto, as opções de petiscos, são bastante variadas. Alguns bacari servem só tira-gosto, outros funcionam como restaurante. O preço dos pratos vai dos €10 aos €30, as massas são mais baratas, as carnes e os peixes são mais caros, e os petisquinhos custam, em média, €2 cada.

Dicas de restaurantes em Veneza: Un mondo di vino – Cannaregio 5984/A – Este foi o bacaro que eu mais gostei. O lugar é uma graça, o vinho e o spritz eram excelentes, o bacalhau era delicioso, o atendimento foi fantástico e a trilha sonora perfeita: jazz. Aliás, foi o único lugar em que eu estive em que havia música. A primeira pergunta que me foi feita: tinto ou branco? Tinto, tinto e bacalhau pra começar. Depois spritz, arancini e croquete.

>>> Reserve o seu hotel em Veneza aqui.

>>> Se você está procurando hotel barato em Veneza, clique aqui.

Un mondo di vino

Un mondo di vino

Blog de viagem de Milão Dicas de onde comer em Veneza

Salada de bacalhau e pãozinho com bacalhau amanteigado

Salada de bacalhau e pãozinho com bacalhau amanteigado

Osteria del Cason – Calle del Cristo. Fondamenta del Forner. Este restaurante, nós encontramos por acaso, quando caminhávamos sem rumo pela cidade. Pela segunda vez, assim que entramos, o moço que estava atendendo no balcão perguntou-nos: tinto ou branco? Eu fui de branco e o Carmine de tinto, ambos excelentes. Pontos para a decoração, para o atendimento e para os pãezinhos com bacalhau.

Restaurantes em Veneza Onde comer em Veneza Veneza à noite

Osteria del Cason

Pãezinhos com bacalhau amanteigado e com molho de tomate

Pãezinhos com bacalhau amanteigado e com molho de tomate

Ostaria Antico Dolo – Ruga Rialto 778. A taberna é muito charmosa, a seleção de vinhos vendidos a copo é muito boa (a partir de €4)  e a polenta com bacalhau amanteigado (€2,5) é simplesmente divina.

Ostaria Antico Dolo

Ostaria Antico Dolo

Petiscos tipicamente venezianos

Petiscos tipicamente venezianos

Polenta com bacalhau amanteigado e pãezinhos com patês variados

Polenta com bacalhau amanteigado e pãezinhos com patês variados

Bacaro Risorto – Castello 4700.  Fondamenta Osmarim. Pertinho da praça San Marco, o bacaro Risorto oferece petiscos deliciosos e variados.

Bacaro Risorto

Bacaro Risorto

Bares em Veneza Onde comer em Veneza

Filé de bacalhau, mozzarella, polpetta...

Filé de bacalhau, mozzarella, polpetta…

Al Mercà – 213 San Polo Fondamenta Riva Olio. A tasquinha é minúscula, não tem mesa nem cadeiras, só um balcão e dois bancos. Está sempre cheia. Os petiscos são muito bem feitos, a localização é estratégica e os preços são pra lá de honestos.

Al mercà

Al mercà

Comida de rua em Veneza Onde comer em VenezaNaranzaria – Sestiere San Polo, 130. O aconchegante restaurante tem dois andares e oferece uma bela vista do canal grande. O preço da taça de vinho vai de €2,6 a €7 e os petiscos custam, em média, €2.

Naranzaria

Naranzaria

Bacalhau amanteigado e com molho de tomate

Bacalhau amanteigado e com molho de tomate

Reserve a sua passagem de trem para Veneza aqui.

Ainda sem hotel? Faça a sua reserva para Veneza, para Milão ou qualquer outra cidade do mundo por aqui.
Se você fizer a reserva utilizando a caixa do Booking abaixo, nós ganhamos uma comissão, assim, além de você conseguir um hotel bacana, pagando menos, ainda dá uma força para recompensar o trabalho do blog sem pagar nada a mais por isso, aliás, quem reserva pelo Booking recebe desconto em cima do preço normal do hotel. Quanto antes você fizer a sua reserva, mais baixos serão os preços.



Booking.com

 

Artigos relacionados:

10 Comentários

  1. Nossa, adorei! Bendito e felizardo italiano que lhe levou praí. Seu blog é fantástico. Rico em fotos e muitas dicas. Pena que não tinha conhecido ainda este blog quando estive na Itália. Parabéns.
    Conheça também os meus blogs. Um é de viagens e outro de cinema, literatura, música e textos autorais.
    http://verdadesdeumser.com.br e http://oseucompanheirodeviagem.wordpress.com

  2. Ana disse:

    Que guia maravilhoso! Ótimo conteúdo.

    Obrigada,

  3. Eli disse:

    Olá, Simone!
    Você recomenda algum bom restaurante no Gueto, em Veneza?

  1. 18/12/2014

    […] Burano, Murano e Torcello? Um dia é suficiente? Sim, em 1 dia dá para conhecer as 3 ilhas. De Veneza a Murano de barco leva 30 minutos. De Murano a Burano, mais meia hora. E de Burano a Torcello, 10 […]

  2. 05/03/2015

    […] Veneza […]

  3. 03/06/2015

    […] Como ir a Veneza, pontos turísticos e dicas de restaurantes em O guia de Milão. […]

  4. 10/07/2017

    […] Veneza […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *