CityLife Milano: o símbolo da nova arquitetura de Milão

by · 21/12/2016

O CityLife Milano é um projeto arquitetônico de requalificação do antigo bairro Fiera Milano (1920), que abrange uma área com cerca de 366.000 metros quadrados, assinado pelos arquitetos Zaha Hadid, Arata Isozaki e Daniel Libeskind.

O projeto engloba obras públicas e privadas, entre elas, um parque e uma praça central, um museu, uma creche eco-sustentável e edifícios comerciais e residenciais.
Os números do projeto CityLife

  • 366.000 metros quadrados;
  • 536 apartamentos;
  • 3 arranha-céus: a torre Generali com 170 metros de altura e 43 andares, a torre Libeskind com 175 metros de altura e 30 andares e a torre Allianz com 202 metros de altura e 50 andares;
  • 168.000 metros quadrados de área verde que, em termos de tamanho, representa a terceira maior área verde de Milão, onde, além do parque, será construído o primeiro campo de golfe da Europa no centro de uma cidade.

Sustentabilidade é a palavra-chave do projeto

A palavra-chave do projeto é sustentabilidade.

O certificado energético dos apartamentos é A.

A disposição dos edifícios foi projetada para que o resfriamento natural da área verde aliado às fontes de água presentes (que favorecem a evaporação) ajam como um condicionador natural de ar.

O processo de refrigeração e aquecimento dos apartamentos são regulados por uma instalação geotérmica associada a um sistema de teleaquecimento: a água utilizada é reaproveitada na irrigação da área verde e nas descargas dos banheiros.

A fachada dos edifícios foi feita com uma capa tripla ventilada de alta tecnologia e elevada eficiência energética.

As torres comerciais obtiveram a certificação LEED gold, que é o selo de maior reconhecimento internacional de orientação ambiental de edificações.
Os arquitetos do CityLife Milano

Os arquitetos do CityLife Milano são todos estrangeiros.

A grande estrela do projeto foi a iraquiana Zaha Hadid (falecida em março), a arquiteta mais famosa do mundo, que venceu o prêmio Pritzker (considerado o Nobel da arquitetura) em 2004.
Entre os projetos criados por Zaha Hadid estão a Serpentine Sackler Gallery em Londres, o Museu Riverside em Glasgow e a Ópera de Guangzhou na China.
Hadid conquistou duas vezes o prêmio Riba Stirling Prize, o prêmio britânico de arquitetura de maior prestígio. Em 2010, ela conquistou o prêmio pelo projeto do Museu Maxxi em Roma, ganhando novamente em 2011 pelo projeto da Evelyn Grace Academy em Brixton, Londres.

O japonês Arata Isozaki é arquiteto, professor e teórico.
Isozaki ganhou a RIBA Gold Medal em 1986 e fundou a sede italiana de seu escritório, Arata Isozaki & Andrea Maffei Associates, em 2005.

O polaco Daniel Libeskind foi o arquiteto de diversos museus e galerias, incluindo o Museu Judaico de Berlim, o Museu Felix Nussbaum em Osnabrück, o Imperial War Museum North em Manchester e a One World Trade Center em Nova Iorque.

Aqui todos os artigos do bairro City Life de Milão

Ainda sem hotel? Faça a sua reserva para Milão ou qualquer outra cidade do mundo por aqui.
Se você fizer a reserva utilizando a caixa do Booking abaixo, nós ganhamos uma comissão, assim, além de você conseguir um hotel bacana, pagando menos, ainda dá uma força para recompensar o trabalho do blog sem pagar nada a mais por isso, aliás, quem reserva pelo Booking recebe desconto em cima do preço normal do hotel. Quanto antes você fizer a sua reserva, mais baixos serão os preços.


Booking.com

Artigos relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *